Espaço Divine | Tradições do casamento judaico
858
post-template-default,single,single-post,postid-858,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,paspartu_enabled,paspartu_on_bottom_fixed,qode_grid_1300,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-14.2,qode-theme-bridge,disabled_footer_bottom,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
 

Tradições do casamento judaico

Tradições do casamento judaico

No dia 07 de Julho tivemos aqui no Espaço Divine a oportunidade de celebrar um casamento judaico. E inspirados nessa cerimônia linda e cheia de simbolismos, vamos falar um pouquinho sobre essa cultura!

Você pode nunca ter ido a um casamento judaico, mas com certeza já ouviu falar de algumas tradições que acontecem durante a cerimônia. Algumas delas são mais conhecidas que outras, como a quebra da taça e a hoira (que falaremos mais pra frente). Os rituais são emocionantes, considerados verdadeiras metáforas que fazem alusão à Torah, nome que se dá, na tradição judaica, aos primeiros cinco livros da Bíblia.

Antes da cerimônia

Os noivos que seguem todas as tradições reservam a semana que antecede o casamento sem se verem. É um momento sagrado para purificar o corpo e a alma com atos de bondade, orações e reflexão espiritual. A tradição diz que neste dia Deus perdoa e purifica os noivos pelos erros cometidos em suas vidas, para iniciarem uma nova juntos.

Ainda antes da festa, a noiva dá um talit (xale de orações) para o noivo e ele lhe presenteia com um par de castiçais. É um costume judaico antigo, mas muitos ainda o seguem.

 Durante a cerimônia

A cerimônia de casamento é a representação da união do casal, em que eles se tornam um só, por isso a família é tão importante como testemunha. Realizada de preferência a céu aberto, a cerimônia acontece na chuppah, um tipo de tenda que representa o novo lar que os noivos vão construir juntos. Ao chegarem lá, a noiva dá sete voltas ao redor do noivo, cada volta simboliza um dos sete dias da criação.

Quem rege toda a cerimônia é o rabino, líder representante da religião.

Durante o casamento, todos os homens devem usar o quipá, ele representa que Deus está acima de nós, acompanhando todos os nossos atos. É também um símbolo de humildade e submissão ao Criador.

Duas taças de vinho são servidas aos noivos, que bebem do mesmo copo, simbolizando a união. Eles então trocam as alianças, que devem ser de ouro e lisas, representando um círculo incondicional, perfeito e inquebrável.  O noivo diz: “Com este anel, tu és consagrada a mim conforme a lei de Moisés e Israel”.

Ao final da cerimônia o noivo quebra, com o pé direito, uma taça para lembrar a destruição do Templo Sagrado (Beit Hamikdash) em Jerusalém. O vidro representa a reconstrução e o ritual simboliza a mortalidade do homem. Todos os convidados celebram esse momento dizendo “Mazal Tov” (boa sorte).

Após a cerimônia

Durante a festa ocorre a hoira, dança tradicional judaica, mas não é restrita a casamentos, ela também faz parte de Bar Mitzvah e outras celebrações. Ao som de Hava Nagila, que significa “alegremo-nos”, os convidados dançam e no meio de uma roda, os noivos sentam em duas cadeiras, e então familiares e amigos os levantam e dançam. As cadeiras ao alto fazem uma alusão a tronos, às figuras do rei e da rainha.

E assim é a base de uma cerimônia judaica de casamento! Mas vale lembrar que, dependendo da região e se os noivos são mais tradicionais ou não, ela pode variar.

Agora conta pra gente, você vai seguir alguma tradição em seu grande dia? Deixe aí nos comentários que vamos adorar saber e conhecer!

Sem comentários

Postar um comentário

WhatsApp chat